Para você e também todos nós, pode soar bem estranho ouvir dizer que Corumbataí já foi coberta pelo mar. Difícil acreditar nisso, não é mesmo?  Segundo a professora Aline Camilla, os primeiros indícios que levaram ela a acreditar nessa hipótese foi quando ela constatou conchas fósseis no jardim da propriedade do Seu Geraldo, um singelo lavrador e morador local. A partir desse momento, em 2019, iniciou-se uma pesquisa a respeito dessas conchas fósseis. Na ocasião Aline constatou que as primeiras conchas catalogadas na região de Rio Claro e Corumbataí foram de 1952, em uma tese de mestrado. Há então vários indícios de que essa região era mesmo coberta pelo mar.

Na propriedade do Seu Geraldo foram encontrados diversos fósseis, em forma de conchas petrificadas. Na matéria veiculada no programa Mais Caminhos da EPTV, geólogos da UNESP fizeram uma expedição junto com a equipe de reportagem para explicar diversos pontos.
“Aqui nessa região do estado de São Paulo a gente está em uma antiga bacia sedimentar formada na época em que aqui era um mar. Então é uma época muito distante, a gente calcula mais ou menos uns 250 a 275 milhões de anos atrás” afirmou o geólogo André Kolya.
Ainda segundo o geólogo, as rochas mais antigas ali encontradas possuem por volta de 300 milhões de anos, sendo elas uma evidência de que nessa região tivemos geleiras. Os fósseis encontrados são parte da história que ajudam a explicar a formação dos continentes, de importância internacional. Essa importância faz com que a UNESCO classifique regiões como a de Corumbataí em um Geoparque, e agora essa é a busca desses estudos que por lá estão sendo feitos, para tornar essa grande fonte de informação sobre a evolução da terra e que fica localizada tão próximo de nós.

A importância do livro “As Aventuras da Peixinha Tatá”

As crianças de Corumbataí ganharam um material adequado para aprender um pouco mais sobre geologia com a criação do livro “As Aventuras da Peixinha Tatá”. Seu nome, Tatá, vem de Corumbataí, que significa “Rio dos Curimbatás”.

O livro aborda temas como a fauna local, como ela sobrevive, nele também é possível conhecer um trajeto que leva as crianças a aprenderem um pouco mais sobre a região, chegando até o sítio do Seu Geraldo, onde toda essa história começou. A intenção é orientar as novas gerações a preservar todo esse manancial. A versão digital do livro está disponível para download. Clique aqui para baixar o livro.

Quer conferir essa reportagem na íntegra? Clique aqui e assista.

Venha para a Serra do Itaqueri

Região Turística da Serra do Itaqueri é uma das mais belas no Estado de São Paulo, onde encontramos uma oferta turística ampla: turismo cultural, de saúde, rural, de natureza, de eventos, de aventura e gastronômico.

São 13 municípios que estão unidos pelo desenvolvimento do turismo regional: Águas de São Pedro, Analândia, Brotas, Charqueada, Corumbataí, Ipeúna, Itirapina, Limeira, Piracicaba, Rio Claro, Santa Maria da Serra, São Pedro e Torrinha.